domingo, 1 de dezembro de 2013

Perdoa se volto a ser infantil



Ontem eu vi que ia passar um filme, e me lembrei de você. Não direi o nome do filme, e acho mesmo que a história não deve ter nada a ver comigo, digo acho, porque nunca assisti. Só que lembrei da música que tinha no filme, a letra dela já me desmoronou por dias.


eu a tomei pra mim
porque mesmo que não fosse, 
era pra mim que você devia ter se voltado, era pra mim que você deveria ter dedicado alguma coisa, era pra mim que você deveria ter feito algo, quando eu mais esperei de você. 
E nessa falta de alguma coisa de você, e nessa impossibilidade de ficar, eu fiquei com a música. 



Talvez não faça sentido eu dizer que esperei de você, mas a verdade é que eu esperei muito de você, porque de nós você era quem mais podia ter feito. Mas esperamos tanto até que as expectativas, as rotinas diferentes engolissem tudo que vivemos.




                                                                                                             Do que tava guardado.

Nenhum comentário: