sábado, 16 de novembro de 2013

Vós

(...)
Passai, parti, deixai-me, vós que, no entanto,
parecestes um momento mais adoráveis
que o mar, que a flor, que a estrela,
que a canção que um frágil pássaro vai bordando
 no vento...


Éreis o vento, apenas. 

CM

Nenhum comentário: