domingo, 31 de março de 2013

Mãe e filha. Que mistura terrível de sentimentos, confusão e destruição.

Minha amiga Mel um dia me falou desse filme, mas só agora pude assisti-lo. Diálogos fortes e intensos, uma explosão de sentimentos entre mãe e filha, cenas que machucam, incomodam e emocionam. Um filme genial e muito doloroso de ver também.


“Mãe e filha.
Que mistura terrível de sentimentos, confusão e destruição. Tudo é possível e tudo se faz
por amor e por preocupação. As cicatrizes da mãe são passadas para a filha. A
infelicidade da mãe é a infelicidade da filha. Parece que o cordão umbilical nunca foi
cortado. É isso? É isso? Será que a infelicidade da filha é o triunfo da mãe? Mamãe, será
que minha tristeza é sua satisfação secreta?”

Sonata de Outono, de Ingmar Bergman






3 comentários:

Bibi disse...

Preciso ver esse filme!

Melina disse...

Ingrid Bergman é a atriz que faz o papel da mãe, o diretor é Ingmar Bergman ;)

Juliana Freitas disse...

Sim, e que nada tinham de parentesco um com o outro. Além das personalidades..."Tanto que ficou famoso o bastidor da filmagem de Sonata de Outono, no qual a veterana Ingrid Bergman interpreta a mãe concertista de Liv. Ingrid não gosta de um diálogo e diz que não vai dizê-lo. E ponto. Ingmar teve de engolir e aceitar. 'Nunca vi isso num set de Bergman'." :)