quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Tudo é perigoso, divino e maravilhoso!


Enquanto os carros passam rápidos pela minha janela, no meio da correria, em horas que não se pode descansar, naquela hora fora de hora, surge um sorriso de canto de boca, a lembrança daquilo que foi especial demais no momento que devia ser, e não devo tirá-lo de lá. É um passado... e foi tão bonito, tão bonito!! 

Nenhum comentário: