segunda-feira, 20 de agosto de 2012

vinte e cinco


agosto de 2012

Eu, que dou a mim mesma símbolos, que ilustro histórias com poemas, contos, que canto músicas para me lembrar de um caminho, um alguém. Eu, que enfeito pessoas com frases, palavras, cores... tenho minha vida com cheiro, gosto, som. Eu, que adoro metáforas – sou simbólica. Eu, que dou nome de personagens a amigos, amores, conhecidos, não quero esquecê-los. Eu que os tenho em mosaicos, desenho-os. Eu que amo a parte, que acredito na representação, sei quem é o todo. Eu, que preciso de símbolos para viver, acredito. Eu que tenho fé.



Um comentário:

Melina disse...

Passarinhos simbolizando a passagem dos 25 aos 26. Liberdade, descobertas!