quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Preciosidade

Passei o dia esperando uma ligação. Aflita. Com medo do que pudesse acontecer. Quando o telefone tocou, finalmente, no final da tarde, por um segundo, antes de receber a notícia, eu pude sentir a voz que me falava – "Alô? Filha?" Não tinha medo na voz, era da minha mãe, tinha alívio, e uma grata felicidade. Um dia inteiro esperando por esse segundo, que alívio. E eu já sabia que as notícias seriam boas, e vieram bem boas. Deus, muito obrigada! (;

Nenhum comentário: