sábado, 30 de abril de 2011

só por você isso me alivia

Quando eu fui embora, um presente na minha mão você deixou
eu guardei teu sentido, e nunca esqueci de onde vinha
aquela lembrança era meu endereço
pra outra chance, outra vida

uma vez estivemos tão perto
eu sei que cheguei tao perto de você
que conheço tuas entranhas
que o meu silêncio era teu


que esbarrei em teu coração








"Viajo sozinha com o meu coração. Não ando perdida, mas desencontrada. Levo o meu rumo na minha mão."

Cecília Meireles

segunda-feira, 11 de abril de 2011

dos desencontros...



Fechei os olhos. Era mais fácil sentir aquele momento do que cuspir alguma palavra. As proximidades são sempre detalhes, eu me disse baixinho tentando acreditar. Não seria a primeira vez que sairia com o coração apertado... existe um vazio em se despedir com vontade de se dizer. Eu não me digo. Não me explico. A minha quietude tem sentido – Ando silêncio.


"Não é raro, tropeço e caio. Às vezes, tombo feio de ralar o coração todinho. Claro que dói, mas tem uma coisa: a minha fé continua em pé."


Caio F.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Happiness




"Felicidade se acha em horinhas de descuido." GR



e eu continuo pensando naquela coisa de que fe li ci da de é um estado, uma condição, e não um destino.