quarta-feira, 4 de novembro de 2009

abrem-se janelas, é a luz do sol!

Por eu acreditar que você acredita; por tua vontade de vida; por tua parte inteira; por tuas mãos que podem tudo; por teu brilho legítimo; por alcançar tuas distâncias; por teu amor que sorri; por teus sonhos famintos; por tua esperança e busca de todo dia; por teu coração inquieto; por tua força; e por tudo que fica, um pouco, um pouco do teu sol, na rosa da tua filha.


"Vou te dar de presente uma coisa.
É assim: Borboleta é pétala que voa."
C.L


Nenhum comentário: