sábado, 3 de outubro de 2009

.

Foi com o tempo que eu entendi, até para as peças que rodam soltas atingindo qualquer espaço dentro de nós, é preciso dar tempo, então a gente tem de deixar que elas encontrem qualquer ferida, qualquer coisa que nos atinja, que nos remexa, que seja apenas distração, ou o silêncio.


(Juliana Freitas)

Nenhum comentário: